Decorreu este fim de semana na Praia do Pisão, em Santa Cruz, Torres Vedras, a quinta edição do Vert Pro/Am que juntou cinquenta bodyboarders de norte a sul de Portugal. Foram dois dias plenos de bodyboard e, apesar de se tratar do início do verão, as ondas marcaram presença nesta praia do Oeste português e ajudaram claramente ao espetáculo.

No primeiro dia, com ondas de um metro e praticamente sem vento, foram realizadas as rondas 1, 2 (repescagem) e 3. Ficaram por realizar apenas dois heats da ronda 3. Mesmo assim são de destacar os desempenhos de Paulo Letra, André Alves, Guilherme Godinho, Francisco Monteiro, Dino Carmo, Pedro Fernandes e Tomás Alves que se apuraram aos 1/4 de final com grandes desempenhos.

Para surpresa de muitos, eliminados nesta fase ficaram alguns riders de maior traquejo competitivo, como, por exemplo, Bruno Sales, João Imaginário, António Saraiva ‘Bodecas’, Samuel Ferreira, João Tudella, Gonçalo Soares e Nicolas Rosner.
Um dos heats a destacar nesta terceira ronda, uma verdadeira final, é precisamente o quarto que juntou William Lourenço, Dino Carmo, Hélio Conde e Guilherme Guerra. Numa parafernália de pontuações muito próximas, foram Dino e ‘Laranja’ quem acabaram por avançar na grelha competitiva, forçando a despedida de prova a William e Guilherme.

No segundo dia, o nevoeiro ainda tentou pregar uma partida às primeiras horas da manhã, causando uma paragem de cerca de uma hora após a realização do primeiro heat do dia, o penúltimo da ronda 3, onde se viu Filipe Raposo e Francisco Monteiro passarem por Gonçalo Neves e Manuel Carvalho. Já no último heat desta fase foram Silvano Lourenço e Bruno Gomes que garantiram as últimas vagas na fase final, eliminando André Rodrigues e Rodrigo Carrajola.

Nos 1/4 de final, Daniel Fonseca, Filipe Raposo e Silvano Lourenço continuaram bem consistentes e não tiveram dificuldade em se qualificar para as meias. Dino Carmo também o poderia ter feito, mas ao ver-se envolvido num interferência dupla com o local Bernardo Tomé, acabou por deitar por terra as aspirações de se qualificar à ronda seguinte, ficando no terceiro lugar do heat. Passaram assim, neste heat, Paulo Letra (1º) e André Alves (2º).

Com os 1/4 de final e as meias-finais terminadas, ficaram também encontrados os nomes dos quatro finalistas: Hélio Conde, Daniel Fonseca e Silvano Lourenço, de Peniche, e Filipe Raposo ‘Cabrela’, da Ericeira.

Daniel Fonseca, de 21 anos, esteve imparável ao longo de todo o evento e manteve a mesma toada nos vinte e cinco minutos que compuseram a final. O jovem penichense venceu com duas notas fortes, perfazendo um score de 15.00 pontos e dando um backflip absolutamente fantástico. Já Silvano Lourenço, que havia vencido a prova o ano passado, terminou este ano em segundo lugar, com 13.33 pontos.
Na terceira posição ficou ‘Cabrela’, com 11.70 pontos, enquanto Hélio Conde teve que se contentar com o quarto lugar ao somar apenas 7.67 pontos.

Ao nível de troféus paralelos, Manuel Carvalho, de apenas 13 anos, foi o Melhor Júnior (Sub-16) do evento ao terminar a sua atuação na ronda 3. Já Guilherme Godinho foi considerado o Melhor Atleta Local ao conseguir alcançar as meias-finais. Na Expression Session de Dropknee, que foi disputada no sábado entre seis atletas, foi ‘Laranja’ quem levou a melhor.

O Vert Pro/Am 2015 foi promovido e organizado pela Vert Magazine e Associação Sealand. Os patrocinadores e parceiros institucionais do evento ficaram por conta da Filcar, Sara Santos Silva – Aconselhamento Pessoal e Negócios, Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa, Sniper Bodyboards, Science Bodyboards, Vans, Option fins, Agent Eighteen, G-Shock, Hubboards, Associação Sealand e Câmara Municipal de Torres Vedras.

Fica ainda um especial agradecimento a Manuel Nascimento pelos fantásticos troféus e a Rodrigo Bessone, ex-pentacampeão nacional da modalidade, que liderou a equipa técnica ao longo dos dois dias de competição. Até 2016!

GALERIA DIA 1 | GALERIA DIA 2 | GALERIA 3


Fotografia: Luís Firmo | Facebook
grelha_vpam2015

Comentários