Fazendo recordar os bons tempos de outrora e relembrando também que o bodyboard não morreu nos Estados Unidos da América, a Bodyboarding US e a APB North America decidiram pôr de pé este ano o Circuito da Califórnia. E fizeram bem, porque o bodyboard precisa.

Apoiado em três etapas, o circuito já cruzou Santa Cruz, a 2 de outubro, Imperial Beach, no último fim de semana (23 de outubro) e tem o grande final apontado para Oceanside no dia 11 de novembro.

Quanto à primeira etapa, o havaiano Sammy Morretino (foto em baixo) foi o grande destaque nas ondas de Steamer Lane ao vencer as categorias Open Masculino e Dropknee. No feminino, a grande vencedora foi Tara Parsons, mulher do antigo surfista profissional Mike Parsons, também em tempos diretor do circuito mundial de ondas grandes e agora treinador de atletas.

Neste último sábado (foto no topo) foi a vez de Imperial Beach sediar a segunda paragem. Bodyboarders havaianos, também norte-americanos vindos de todas as partes do continente e ainda alguns brasileiros, marcaram presença na competição. Marcelo Freitas e Jean Baptistella, do Brasil, levaram a melhor e arrecadaram, respetivamente, primeiro e segundo lugar na Open Masculino. Já no Feminino e no Dropknee foram Mahealani Chandler (Havai) e Bob Kithcart (Califórnia), respetivamente, quem levou a melhor.

Rankings após 2 etapas: