O campeão nacional Daniel Fonseca voltou a juntar-se ao amigo da Ericeira, o surfista Lourenço Katzenstein, para em conjunto descobrirem as maravilhas desse segredo bem guardado que dá pelo pelo de Mar da Calha. Com a ajuda de Hugo Pinheiro, que como bem sabemos deu os primeiros passos na sua descoberta, eis o resultado final e o que acabaram por nos contar:

“No início deste ano falei com o Hugo Pinheiro para saber se podíamos fazer uma sessão. Finalmente só na quinta-feira da semana passada tive a oportunidade de apanhar altas ondas no Mar da Calha. Quebram ondas incríveis naquele banco de areia gigante, desde cotovelos a ondas compridas tubulares. A onda muda muito rapidamente e é desafiante estar bem colocado, mas quando tudo se conjuga é possível cruzar grandes tubos. Adorei principalmente toda aquela envolvente, o Bugio logo ali e Lisboa como pano de fundo. Gostava de agradecer ao Lourenço por me meter no sítio certo, ao Henrique por fotografar e a toda a equipa que ajuda o Hugo nestas aventuras”. – Daniel Fonseca

“Já no final da passada temporada, eu e o Daniel comentávamos que gostaríamos de fazer uma sessão no Mar da Calha. Até que, com o swell desta semana passada, a convite de Hugo Pinheiro, tivemos a oportunidade de lá ir pela primeira vez. O que é que tenho a dizer desta experiência? ALTAS ONDAS! Superou as minhas expetativas, mesmo depois de ter revisto o documentário do Mar da Calha na noite anterior. (risos) É um mar bastante difícil de ler, é um banco de areia bastante vasto com várias secções, desde triângulos a linhas mais compridas e as condições variam a uma velocidade impressionante, tanto está perfeito com de repente fica horrível. No final, foi uma experiência que vou guardar para a vida, uma surfada épica com grande ‘vibe’ dentro de água e uma envolvente incrível! Tenho a agradecer ao meu parceiro, Daniel, não só por esta sessão mas por todo o trabalho que temos estado a desenvolver juntos, todas as sessões de treino que depois se refletem nestas sessões memoráveis! Ao Hugo Pinheiro e toda a equipa que o acompanha, sem eles esta sessão não teria sido possível. Surfar esta onda tem uma grande logística por trás e é preciso conhecer bem as condições para se dar o ‘call’! Queria acabar por agradecer também ao meu amigo Guy, que me tem acompanhado em muitas das sessões que tive na Nazaré este ano e que se juntou a nós também nesta; e ao Henrique Casinhas pelas altas fotos que tirou e que vou guardar sempre com esta sessão épica”. – Lourenço Katzenstein


Fotografia: Henrique Casinhas

Aproveita e revê a aventura de ambos na Ilha Esmeralda, aqui e aqui

Comentários