As férias de sonho que Mike Droter e a sua namorada, Jordan Lovas, tinham planeado para o Havai acabaram em pesadelo quando este partiu o pescoço em Sandy Beach.

Esta praia havaiana, situada na ilha de Oahu, é conhecida pelas suas ondas tubulares e portentosas, e é regularmente procurada pelos bodysurfers e bodyboarders, precisamente devido às suas caraterísticas únicas e ideais para a prática destas atividades. 

Na altura, o bodysurfer californiano, de trinta anos, sofreu um “wipeout” (queda) no último dia da viagem enquanto praticava e acabou por partir o pescoço, sofrendo uma catastrófica lesão na coluna. 

“Foi a coisa mais assustadora que já vi em toda a minha vida. Ele não tinha cor no seu corpo, nos seus dedos, pés e os seus olhos estavam revirados”, disse a sua namorada a um jornal local. 

Droter encontra-se hospitalizado há 13 dias, está paralisado do pescoço para baixo e apenas respira com a ajuda de uma máquina. 

Entretanto, para cobrir as despesas médicas – que são imensas – e o processo de reabilitação, e ainda de forma a levá-lo de volta a Citrus Heights, em Sacramento, onde vive, a sua família iniciou uma ação de crowdfunding que pode ser encontrada aqui

https://youtu.be/GnQP0WrM-V4