Quando cheguei à Gran Canaria vi as previsões e reparei que no sábado, precisamente quando estaria lua cheia, o El Frontón ia estar de gala. As previsões apontavam para vento sul e ondulação de norte. Estavam as condições perfeitas para fotografar dentro de água. Algo que tinha em mente fazer durante a minha estadia.

Nesse dia, quando acordei, o céu estava limpo, soprava uma brisa offshore e o sol apontava para o que vinha a ser um verdadeiro filme de bodyboard ao vivo. Já havia muita gente a entrar e outros mais apressados para apanhar as primeiras bombas da sessão. Por isso, preparei o material e fui indo. A entrada até foi acessível e durante a remada vibrei com o que estava prestes a viver e testemunhar.

O crowd nesta sessão passou em número qualquer um dos dias em que estivera na água. Eram, no total, cerca de 25 riders, todos com muita vontade de descer qualquer onda, mas acima tudo a que se apresentasse maior e mais pesada.

Da sessão destacaram-se alguns dos riders que aparecem nas imagens desta galeria como, por exemplo, Jonathan Vega, José Martinez, Said Langri, Jon López, Javier Cutilla, Guillermo Cobo e Eduardo Ramirez.

Esta acabou por ser uma experiência muito especial e marcante, numa onda de caraterísticas únicas, deixando bem claro que os canários ripam muito e dominam esta onda como mais ninguém no mundo.

Nota: Aproveita e lê também aqui a crónica daquela que foi a primeira “session” de Daniel no Frontón, desta vez munido da sua prancha de bodyboard.


Texto & fotografia: Daniel Fernandes | Facebook

Comentários