Joel Rodrigues, natural da Póvoa de Varzim e de apenas 16 anos, é um nome sobejamente conhecido para quem acompanha a competição nos últimos anos. Especialmente entre as camadas mais jovens. Há quem diga que é o campeão do futuro.

Em 2019, o atleta do Clube Naval Povoense teve um domínio absolutamente impressionante. Eventualmente, o melhor de sempre da sua carreira já que o domínio desportivo foi por demais evidente – num só ano revalidou os títulos nacionais Sub-14 e Sub-16, averbou 14 vitórias consecutivas em provas de cariz nacional e terminou em 8.º lugar no ranking final Open.

O desconhecimento pode levar ao engano e até a pensarmos que não haveria espaço para mais, mas… 2020 foi apenas mais uma volta no parque para ele. O miúdo povoense revelou estar em excelente forma, independentemente das restrições impostas pela pandemia, não só voltou a vencer as categorias esperanças competição (vulgo Sub-16 e Sub-18) como terminou o ano no sétimo posto da classificação final do Circuito Nacional Open.

Neste que foi o seu último ano como Sub-16, Joel Rodrigues sagrou-se heptacampeão nacional (1x Sub-12, 1x Sub-14, 3x Sub-16, 2x Sub-18), um feito absolutamente inolvidável e que fica com toda a justiça para a História do bodyboard… ainda mais quando lhe restam dois anos para competir nas camadas esperanças.

“No que toca ao Nacional Open, dentro de 3/4 anos, quero assumir-me como candidato ao título”, disse em entrevista à Vert há cerca de um ano, acrescentando que a sua fonte de inspiração vem de…

“Quando comecei a ver bodyboard, os bodyboarders que me chamaram mais a atenção foi o Pierre-Louis Costes e Ben Player, e, a nível nacional, o Tiago Silva “Moita” foi uma grande referência para mim. Neste momento o bodyboarder com que me identifico mais é o Lewy Finnegan.”

Portanto… Campeão do futuro? Obviamente que sim. Sem espinhas! Mais dia menos dia será algo que inevitavelmente acabará por acontecer de forma, diga-se, muito natural. Do mais natural que já vimos. xxx

Recorda a entrevista neste LINK
Fotografia arquivo pessoal

Comentários