Foi a semana passada que ficámos a saber da morte de Tyson Williams (aqui), um dos emblemáticos bodyboarders australianos dos anos 90 que decidiu ceifar a própria vida aos 36 anos de idade.

Ele era considerado um super-homem e a verdade é que toda a gente queria ser como ele. Ele irradiava energia, habilidade, charme e carisma… mas também sofria de uma das mais mortíferas doenças dos tempos atuais: a depressão. 

Era um espírito livre, um free rider… que agora está para sempre livre. 


Vídeo filmado e editado por Tim Bonython o ano passado em Teahupoo. 

Comentários