Quando chega o verão e com ele as poucas ondas, resultado da escassez de swell típica da época, alguns beach-breaks da costa lusitana passam a ser a opção a ter em conta para uma vasta comunidade de surfistas. De junho a setembro são, quase sempre, os fundos de areia que vão fornecendo as ondas e as condições mínimas que conseguem apaziguar a fome por ondas. Atenta a este fenómeno, decidimos destacar algumas praias da nossa costa que fizeram fama ao longo dos tempos devido à sua extraordinária consistência. A escolha desta semana recaiu sobre o Guincho, em Cascais.

GUINCHO

Partimos de Cascais onde o clima está fenomenal. As miúdas também! Passamos o Cabo Raso e em alguns segundos já estamos na Cresmina. O Guincho é já a seguir e está claro como as suas águas, o crowd é abismal ou não fosse esta uma das praias mais procuradas pela comunidade de surfistas. Quanto a isso não há nada a fazer. 

Por vezes, debita excelentes ondas e mesmo numa época como a do verão é sempre de investir em algumas matinais. Com alguma sorte, conseguimos encontrar o nosso “spot” e correr algumas ondas. Se o surf estiver mau, não há que enganar, a viagem prolonga-se até à vizinha Praia Grande (aqui). 

Tipo de onda: Varia muito consoante o estado dos fundos, mas, em geral, há pelo menos um pico a funcionar com força. 

Picos usuais: Canto esquerdo (esquerda do Muchaxo) e meio da praia (direita do calhau). 

Melhor swell: Entre Sudoeste e Oeste. 

Melhor vento: Leste. SpotGuincho2

Tamanho: A média é de 1 metro de altura, mas nos dias clássicos aguenta até 2,5 metros. 

Consistência: **** (entre * e *****)

Crowd: ****

Paisagem: *****

Alternativas: A Praia da Cresmina, antes de se chegar ao Guincho.

Campeonatos: Vários foram realizados nos últimos anos, quer regionais como de cariz nacional. Ultimamente não tem contado com qualquer evento de bodyboard. 

Ponto de encontro: No estacionamento ou no bar da praia. 

Conselho: É de contar com uma forte ventania de side a onshore, já que nos dias de verão o vento predomina tornando a praia num verdadeiro paraíso do kite e windsurf.  

Dica extra: Muito cuidado com os agueiros. Em caso de dúvida, consultem os nadadores-salvadores.  

Nota: Confirma também Spot On: Praia Grande.SpotGuincho3


Fotografia: Miguel Soares (aquáticas) & Pedro Mestre

Comentários