Houve golpe de teatro no Sintra Portugal Pro, com Joana Schenker a garantir a sua terceira final consecutiva na mais antiga etapa da APB Tour ao bater Teresa Almeida, enquanto a líder do Circuito Mundial, Ayaka Susuki, perdeu com a brasileira Isabela Sousa e desperdiçou a oportunidade de vencer o título já na Praia Grande.

A japonesa Susuki acusou claramente a pressão e cometeu uma interferência sobre Isabela Sousa na primeira onda da bateria e praticamente entregou a final à brasileira quatro vezes campeã mundial.

Entretanto, Joana Schenker repetiu o percurso do ano passado, chegando à final, desta vez à custa de Teresa Almeida. A algarvia surfou de forma exemplar, batendo Teresa de forma clara com um total de 16 pontos contra 10.75.

Apesar do resultado expressivo na meia final, Joana Schenker mantém-se cautelosa ao perspectivar a final de amanhã: 

“Não há previsões. A Isabela é, para mim, a melhor bodyboarder do Mundo e uma inspiração para mim há muitos anos, pelo que é sempre difícil competir com ela porque tenho-lhe um grande respeito. Mas sei que é possível vencer-lhe, já o fiz aqui e amanhã vamos ver. Vou com tudo e logo se vê…”

Quanto às contas do título, Joana Schenker já tinha previsto que Ayaka poderia ter dificuldades para chegar ao título em Sintra e a história confirmou-o, relançando a corrida ao ceptro mundial: “Ayaka terá de lutar na Nazaré e eu ainda só dependo de mim. O título deste ano está longe para mim, mas ganhando aqui fica muito mais próximo. Foi o que aconteceu o ano passado. Agora, se a história se vai repetir? Era bom.”

Na competição masculina, o que restava das aspirações portuguesas terminou, com António Cardoso e Dino Carmo a serem eliminados nos oitavos de final e Daniel Fonseca a perder, por pouco, com Pierre-Louis Costes. O campeão nacional deu, ainda assim, muita luta ao francês, perdendo com um total de 13.10 contra 13.50 de Costes.

PLC acabaria depois por vencer a meia-final frente a Martin Mouradian, da ilha de Guadalupe, pelo que enfrentará na final o campeão do Mundo em título, Iain Campbell, da África do Sul. Campbell também fez um excelente percurso, ultrapassando o japonês Hayato Enokido nos quartos e o brasileiro Eder Luciano nas meias.

Finalmente, no Dropknee, o sonho português de Tiago Pimentão acabou na ronda 5, às mãos de Amaury Lavernhe e de Fabien Thazar, ambos da Ilha Reunião. A final de amanhã será disputada entre o atual campeão mundial desta variante, Sammy Morretino (na foto no topo), e o lendário Dave Hubbard, ambos do Havai. Uma final importantíssima uma vez que irá atribuir o título mundial.

O call amanhã será às 9h30.

Sintra Portugal Pro 2018

Highlights day 5 Sintra Pro 2018#vertmagazine #MegaHits #Meobeachcam #arribassintrahotel #nwhostels #WCM #CCBOARDCENTER #ecnomuda #refreshboards #JetResgatePortugal #camaradesintra #rollei #ipdj #citroen #FPS #meo #apbtour #abscostasintra🎬 by : Javier Melian Fleitas

Publicado por Sintra Portugal Pro 2018 em Sábado, 15 de Setembro de 2018

 

Comentários