Fotografia: Tó Mané

Algum drama e muito bodyboard de alto nível foram os ingredientes para o segundo dia do Viana World Bodyboard Championships, etapa do circuito mundial da APB – Association of Professional Bodyboarders que decorre até domingo, na praia da Arda, em Viana do Castelo, que engloba uma prova de Open masculino e um Pro Junior que definirá o campeão mundial júnior.

Para os portugueses, os dois lados da moeda: António Cardoso acaba eliminado na terceira ronda do Open, tal como um dos destaques da véspera, Rodrigo Lopes, campeão europeu júnior que caiu na terceira ronda do Pro Junior. Na face oposta, Ricardo Rosmaninho e Dino Carmo, ambos a seguir em frente no Open.

E Ricardo Rosmaninho parece imparável neste campeonato. O bodyboarder da Póvoa de Varzim já tinha impressionado no primeiro dia da competição, mas hoje deixou a praia em choque, superando com grande vantagem o campeão mundial e da prova, o sul-africano Iain Campbell com um score total de 14.75 contra 9.75 pontos, deixando os outros dois concorrentes, Diego Cabrera (Canárias) e Cristobal Fernandez (Ilha da Páscoa) a precisar de uma combinação de mais de 10 pontos.

Com este resultado, Rosmaninho saltou diretamente para a ronda 4, enquanto Iain Campbell foi obrigado a competir na ronda 3, de repescagem, que passou com alguma dificuldade frente ao canário Diego Cabrera.

“É excelente vencer o Iain Campbell, o melhor bodyboarder da atualidade, e o Diego Cabrera que também é um bodyboarder que admiro. O que me move também passa por ganhar a estes atletas. Cada vez me sinto melhor na prova”, congratulou-se no final Ricardo Rosmaninho que, relativamente ao que resta do Mundial vianense, não tem dúvidas: “A partir de agora é heat a heat, mas sinto-me capaz de derrotar qualquer um.”

O outro português em foco, Dino Carmo, precisou ir à ronda 3 e passou, embora num golpe de fortuna, na última onda da bateria, conforme relata: “Estou muito feliz, pois comecei mal o heat, parti o leash na terceira onda, o que me obrigou a andar a nadar atrás da prancha em algumas ocasiões. A 5 minutos do fim, quando já dava tudo por perdido, o meu amigo Gonçalo Pinheiro chamou-me a atenção para uma esquerda que ia entrar, e foi graças a essa onda que passei de terceiro para primeiro no último set do heat. É a sorte que nunca tenho nestas ocasiões.”

Mike Stewart termina o dia eliminado 

Entre os choques deste dia, referência obrigatória para a a eliminação de Mike Stewart, a lenda havaiana de 55 anos. O 9x campeão do Mundo não se encontrou com as ondas da praia da Arda e acabou por ser eliminado inapelavelmente na ronda 3. O “padrinho” do bodyboard mundial foi invulgarmente infeliz na escolha das ondas e nunca conseguiu colocar o seu surf elegante na água.

Comentários