Os melhores bodyboarders portugueses estão a postos para a 22.ª edição do Sintra Portugal Pro, etapa do circuito mundial que decorre na Praia Grande, Sintra, entre 12 e 17 de setembro, com organização da Associação de Bodyboard e Surf da Costa de Sintra e chancela da Association of Professional Bodyboarders.

Dino Carmo (na foto), o português com melhor ranking APB do momento, na 9.ª posição, está em grande forma, com uma série de resultados de entre os quais de destaca o 2.º lugar na etapa brasileira de Itacoatiara. No segundo ano em que consegue cumprir na íntegra o circuito mundial da APB Tour, Dino acredita numa boa prestação em Sintra: “O ano passado estava a tentar romper otop 24’, este ano, sobretudo depois da final de Itacoatiara, o objetivo é ser top 12 em 2018 e, se conseguir os apoios, competir como cabeça-de-série nas etapas da Austrália, Taiti e Havai. Para Sintra, se conseguir, pelo menos, igualar o 9.º lugar do ano passado, fico satisfeito, mas quero, acima de tudo, surfar bem, marcar o meu nome e contribuir para o crescimento do bodyboard”.

Para Manuel Centeno, que não tem competido no circuito APB, a responsabilidade é diferente mas o 10 vezes campeão nacional e antigo top 6 mundial é uma seta apontada ao pódio em Sintra. E a ausência de pressão pode ser uma aliada para o único atleta masculino nacional que já venceu a etapa mundial da Praia Grande:

“Gostava de chegar o mais longe possível, ou seja, chegar ao pódio. Constato com alegria que há uma geração nova com fome de resultados e gostaria, acima de tudo, que o bodyboard português se mostrasse forte no Sintra Portugal Pro. E se puder contribuir pessoalmente para isso… melhor”.

Também a tetracampeã nacional Joana Schenker tem por hábito dar-se bem nas ondas da Praia Grande. O ano passado, a algarvia apenas perdeu para a campeã mundial Isabela Sousa, na final.

“O Sintra Portugal Pro é especial para mim. Nunca falhei uma edição desde que comecei a competir e o ano passado foi o culminar desse percurso, com a presença na final. Este ano, é ainda mais importante por ser a mais pontuada para o circuito feminino, pelo que todas as atletas querem tirar um bom resultado”, diz a bodyboarder de Sagres.

Na competição feminina, as cores nacionais estarão também representadas ao mais alto nível pela antiga campeão mundial ISA Teresa Almeida, que faz depender da prestação em Sintra o resto da sua temporada competitiva: “O Sintra Portugal Pro é um campenato super importante para os portugueses. Hoje em dia, já não é a única etapa em território nacional, mas tem grande importrância pelos pontos que oferece e vai, com certeza, ser decisiva para a minha classificação no mundial. Se Sintra correr bem, vou competir mais no circuito, se não, vou concentrar-me no Eurosurf da Noruega [campeonato europeu de seleções]”.

O Sintra Portugal Pro é a mais antiga prova sem interrupções do Circuito Mundial de Bodyboard e uma das mais prestigiadas das 11 paragens do APB World Tour, sendo a única que congrega todas as categorias de competição da APB: Open, Feminino, Pro Junior (Sub-21) e Dropknee.

Comentários