Com o final do Frontón King, a derradeira etapa do Tour mundial, na passada terça-feira, vencida por Amaury Lavernhe, foi também revelado o ranking final mundial onde Pierre-Louis Costes surge à cabeça.

Moz, Jeff Hubbard, Iain Campbell e Alex Uranga, que em conjunto com PLC eram os grandes candidatos à vitória, fecham o top 5 da APB Tour 2016. Já Dave Hubbard, Alan Muñoz, Tristan Roberts, Uri Valadão, Eder Luciano, Tanner McDaniel, Maxime Castillo, Matias Dias e Jacob Romero preenchem os restantes lugares do top 16.

Mike Stewart termina o ano num honroso nono lugar, com dois quartos lugares e um quinto lugar a contarem para as contas finais do ranking, entre outros resultados. Com 53 anos, esta poderá ter sido a última temporada competitiva do havaiano, pelo menos a tempo inteiro, mas essa é uma questão que só iremos esclarecer com o início do próximo ano. 

Tó Cardoso (na foto do topo), por sua vez, selou as contas num ótimo 15.º posto e é mesmo o melhor português no circuito mundial (o único a marcar presença no top 16). O melhor resultado de Tó foi um quinto lugar conseguido no Arica Chilean Challenge. Na última etapa, no Frontón, não foi além de um 17.º lugar. Noticia_BestTugaToCardoso2

À porta de entrarem no restrito grupo do top 16 ficaram Dino Carmo (17.º) e Miguel Adão (18.º). O melhor resultado do ano para Dino foi um 5.º lugar no Sintra Portugal Pro. Já Miguel Adão (na foto em cima) conseguiu três nonos lugares (Viana do Castelo, Nazaré e Frontón). 

PLC venceu duas etapas, Pipeline e Praia do Norte. O havaiano Jeff Hubbard levantou a taça no Taiti. O basco Alex Uranga falou mais alto no Brasil, enquanto o sul-africano Iain Campbell saiu vitorioso no Chile e em Viana do Castelo. Na Praia Grande a vitória ficou com o chileno Alan Muñoz e Amaury Lavernhe venceu a última prova no Frontón. 

Resultados do Frontón King aqui

Ranking mundial Feminino aqui


Fotografia: Otavio Hernandez 

Noticia_RankingPosFronton

Comentários