A temperatura da água do Mar Mediterrâneo, em Espanha, registou um máximo histórico no passado mês de junho. De acordo com as medições oficiais anuais, a temperatura chegou aos 27 graus centígrados, na costa de Barcelona, o valor mais alto registado em toda a península.

Entre 2007 e 2017, e de acordo com as temperaturas observadas entre os dias 1 e 22 de junho, houve oscilações entre os 0,5 e 2,5 graus centígrados. Mas foi este ano que se registou a maior subida, com aumentos entre os 2,5 e 3,5 graus.  

Em entrevista ao jornal El País, os meteorologistas explicam que todas as costas espanholas estão com temperaturas anómalas e acreditam que nos meses de setembro e outubro, as temperaturas ainda vão subir mais.

A água nas costas espanholas está mais quente do que nunca. Em Tarragona, por exemplo, registou-se 27 graus centígrados, mais 2,53 graus do que há 10 anos. A costa de Bilbau, no norte da península, registou 23,5 graus, mais 1,21 graus do que em 2007. 

O aumento da temperatura da água do mar serve de alerta, pois pode pôr em perigo a biodiversidade. No Mar Cantábrico já desapareceram espécies e algas. No Mediterrâneo, o aumento da temperatura desorienta as tartarugas e favorece a entrada de espécies invasoras que são já quase um milhar. 

Para saber mais sobre Bodyboard no Mediterrâneo basta consultar este link

Comentários