É oficial! O Sol da Caparica regressa nos dias 16, 17, 18 e 19 de 2018. Mais de 60 mil pessoas fizeram a festa no Parque Urbano da Costa de Caparica estes últimos dias.

O derradeiro dia do festival, por sua vez, ficou marcado pelo peso pesado da música angolana, Matias Damásio, que foi o último concerto da edição de 2017. E que concerto! 

Antes, já Trovante tinha subido ao palco do Sol da Caparica para contagiar o público presente. Este que é um dos colectivos mais veteranos da edição de 2017 deu um belíssimo e nostálgico espectáculo com toda a plateia a cantar em uníssono.

As lendas de Cabo Verde também deram à Costa e ajudaram à festa grossa na Caparica! Verdadeiro tesouro imaterial de Cabo Verde forneceram espectáculo memorável recheado de clássicos, da morna ao funana!

Figura de proa da música nacional e também uma das maiores referências de sempre, estreou-se no Sol da Caparica para um concerto em nome próprio. Manel Cruz igual a si próprio com um belo espectáculo a todos os que o aguardavam.

Teresa Salgueiro estreou-se igualmente no Sol da Caparica e embalou toda a plateia. Foi a presença de uma das mais belas vozes nacionais. 

Noticia_FinalSol1

A já conhecida dupla de Djs Rich & Mendes trouxeram a mestria de galvanizar as massas à dança! Com eles todos foram até ao espaço! 

Mishlawi, a nova sensação da pop, apaixonou a Caparica e abriu o palco Blitz do último dia de festival com uma prestação estonteante! Ganhou um oceano de fãs!

A nova geração cantautora d’Ouro esteve bem representada no Sol da Caparica com Samuel Úria, um autêntico mestre em movimento que soube cativar e entreter o público da margem sul. 

O Sol da Caparica recebeu também o que de melhor se faz no espectro alternativo da música portuguesa. Best Youth fizeram um “brilharete” no Palco Blitz, enquanto Sean Riley & The Slowriders fecharam em grande a edição 2017 oferecendo a todos os presentes um festim de “Good ol’rock”. 

Até 2018!

Comentários