Ao terceiro dia do Sintra Portugal Pro 2016, Pierre-Louis Costes, campeão em título da prova, mostrou porque é um dos favoritos a vencer mais uma vez na Praia Grande. O francês, que reside em Portugal. somou, na quarta ronda masculina, a pontuação combinada mais alta do dia (17,75 pontos), com uma onda de 8,50 e outra de 9,25 pontos.

Uma prestação que o enche de confiança para a revalidação do título: “Nos campeonatos, o importante é terminar bem, não começar bem. Ontem precisava apenas de passar o heat, mesmo que fosse em segundo, por isso nem me esforcei para ganhar. Hoje, depois de ter visto o nível elevado do campeonato e a exibição do Tristan Roberts [ontem o sul-africano somou 18,25 pontos], percebi que tinha de dar o meu melhor. E o mar ajudou, com ondas mais perfeitas. Vou tentar ganhar o meu terceiro Sintra Portugal Pro, mas a concorrência é forte e o nível está elevado. Vamos ver como as coisas se desenrolam até domingo.”

Foi, aliás, um dia de superlativos, com outro francês, Amaury Lavernhe, a conseguir a mais bem pontuada onda do evento até ao momento, um tubo longo que lhe valeu 9,75 pontos.

António Cardoso e Daniel Fonseca lideram portugueses no masculino

No que diz respeito ao contingente nacional, os destaques do dia foram para António Cardoso — o mais bem cotado português (14.º) no ranking do APB Tour, do qual faz parte a prova sintrense —, e Daniel Fonseca (na foto). Ambos venceram os seus heats da quarta ronda com boas exibições e frente a concorrência internacional do mais alto nível. 

Também em bom plano, Dino Carmo e Silvano Lourenço continuam em prova, tendo passado as suas baterias em segundo lugar. Menos sorte tiveram o campeão nacional Hugo Pinheiro, Ricardo Rosmaninho, Gonçalo Pinheiro e Simão Monteiro, todos eliminados à quarta ronda.

(Em baixo, “highlights” de ontem)

Teresa Almeida e Joana Schenker carregam estandarte no feminino

No feminino, Teresa Almeida e a campeã nacional Joana Schenker mantêm-se em prova com a primeira a vencer o seu heat e a segunda a superar uma severa intoxicação alimentar e a passar aos quartos de final.

Carina Carvalho, Ana Adão e Marta Leitão não sobreviveram a uma segunda ronda em que sobressaíram a japonesa Sari Ohara e as brasileiras Neymara Carvalho e Isabela Sousa.

Estreia do dropknee

A competição de dropknee fez a sua estreia no Sintra Portugal Pro 2016, com grande representação portuguesa. Renato Paço, Tiago Pimentão, Diogo Pimenta e Bruno Dias seguiram em frente, tal como o luso-germânico Nicolas Rosner, local da Praia Grande que compete pela Alemanha.

A ação para o quarto dia tem início por volta das 8 horas. 


Fotografia: João Araújo/APB

Comentários