Joana Schenker conquistou hoje, no Bodyboard Girls Experience powered by Buondi (que decorre até amanhã na Fajã da Areia, São Vicente, Ilha da Madeira)  o quarto título europeu consecutivo e pode, amanhã, conquistar o primeiro título do circuito mundial APB – Association of Professional Bodyboarders.

A bodyboarder algarvia qualificou-se para as meias-finais do evento madeirense que contabiliza pontos para os circuitos europeu (European Bodyboard Tour) e para a APB Tour, mas foi a surpreendente eliminação da concorrente direta à coroa europeia, Teresa Almeida, nos quartos-de-final, que selou o “tetra” europeu.

“Sinceramente, pensava que tinha de levar a decisão do Europeu bem mais longe do que aconteceu, mas a competição é mesmo assim já vi isto acontecer várias vezes. Acho que o importante é pensar sempre que vai ser difícil e não pensar que as coisas se resolvem sozinhas, embora, às vezes, é o que acontece”, confessou Schenker no final, mostrando-se ainda um pouco em choque com o desfecho da corrida ao título da Federação Europeia de Surf.

A mira da tetracampeã nacional e europeia centra-se agora na possibilidade da conquista do título mundial, um feito só possível através de uma vitória no evento, amanhã. Um cenário que, apesar da responsabilidade histórica, não a intimida:

“Estou muito contente com essa situação, mas não pensava em estar em condições de poder vencer o título este ano. A vitória na Praia Grande [no Sintra Portugal Pro], a semana passada, abriu as portas a esta possibilidade, mas a verdade é que só o facto de vencer Sintra já era muito bom. O objetivo desta temporada, era ficar no top 8 mundial ou, pelo menos, melhorar o quarto lugar do ano passado. Ora, neste momento, o top 3 já está garantido, pelo que tudo o que vier a mais que isso já é extraordinário. Vou fazer todos os possíveis para conquistar este título mundial, mas se não o conseguir… já foi um ano espetacular”.

Noticia_TetraJoana2

Amanhã veremos se Joana Schenker conquista o maior feito de sempre do bodyboard nacional, e em território português. Mas, para isso, Joana terá, antes de mais nada, passar as meias-finais de amanhã, num heat complicadíssimo, com três campeãs do Mundo: Alexandra Rinder, das Ilhas Canárias, e as brasileiras Neymara Carvalho, 5 vezes campeã do Mundo, e Isabela Sousa, quatro vezes campeã do Mundo e a detentora da coroa. 

Uma final antecipada com implicações no título mundial, já que Alexandra Rinder é, neste momento, a maior concorrente de Joana no ranking APB.

Na outra meia-final, defrontam-se a japonesa Sari Ohhara, que hoje foi a atleta mais em foco, com a nota mais alta do dia, 9,5 pontos, a jovem surpresa das Canárias, Teresa Padilla, a havaiana Traci Effinger e a consagrada portuguesa, múltipla campeã nacional, Catarina Sousa.

Fica sintonizado para mais novidades. 

Comentários