A Riptide Magazine informou hoje os seus assinantes que, após 26 anos e 204 edições lançadas, vai deixar de produzir edições em papel de periodicidade regular.

A causa, segundo aponta no comunicado enviado, reside nos elevados custos de distribuição e impressão, mas também na forte mudança de hábitos das pessoas para o mundo digital. Tudo isto, associado à instável situação do bodyboard na Austrália no último ano, obrigou a nossa congénere australiana a parar com o lançamento das edições regulares.

O papel, contudo, não irá desaparecer para os responsáveis da Riptide, mas no futuro será apenas alvo de lançamentos esporádicos e muito especiais.

Para já, a RT garante que irá focar todas as suas energias na plataforma online, passando a ter disponível a partir de 2016 um programa de assinaturas digital que dará acesso a descontos em lojas, a artigos premium, ao vasto arquivo digital, vídeos exclusivos, produtos para membros e muito mais.

Sem dúvida, este será um grande desafio para a mítica revista aussie, pois, como se sabe, atualmente, são poucos os meios que ainda comunicam bodyboard ao redor do planeta e até ao momento nenhum deles cobra qualquer taxa aos seus visitantes.

Aparentemente, esse facto poderá ter os dias contados…

Comentários