Depois do Pipeline Invitational, que terminou no final de fevereiro e viu Pierre-Louis Costes sagrar-se campeão em Banzai pela segunda vez na carreira, o World Tour promovido pela APB – Association of Professional Bodyboarders, a entidade que rege o bodyboard mundial à escala mundial, só está de regresso no próximo mês de junho, entre os dias 10 e 19, em Itacoatiara, no Brasil.

Novidade no calendário, pela negativa, divulgado pela própria APB, é o facto da etapa da Praia do Norte e o Nazaré Pro, que o ano passado consagrou os novos campeões mundiais (Ayaka Suzuki e Jared Houston), não constar entre as 10 paragens que são apresentadas para o circuito 2019. 

A prova nazarena parece mesmo não fazer parte dos planos da APB uma vez que nem consta como “tentative”. Isto poderá ser um forte indicador que este ano não haverá Nazaré Pro, o que não deixa de ser uma pena já que esta tem sido uma das mais espetaculares e esperadas provas das últimas temporadas no que diz respeito ao grande final do tour mundial. 

Desta forma, o Sintra Portugal Pro (10 a 15 de setembro) e o World Bodyboard Championships (17 a 22 de setembro) em Viana do Castelo, este último ainda por confirmar, são agora as provas que compõem a perna portuguesa da APB Tour. 

Da lista de eventos ainda não confirmados, além de Viana, encontra-se Arica (Chile) e o Frontón King que, apesar de toda a polémica e burburinho gerado o ano passado, aparentemente volta a fazer parte dos planos dos responsáveis da APB para este ano e poderá ser mesmo a última etapa. 

Por fim, um campeonato em Casablanca, Marrocos, entre os dias 1 e 6 de outubro, já confirmado, conquista especial atenção entre os bodyboarders, mas a nação Chile, com três etapas em Iquique, Antofagasta e Arica, poderá passar a ser o país que mais apoia o bodyboard. 

Comentários