Após a última etapa realizada a 20 de agosto, a Federação Portuguesa de Surf divulgou o ranking oficial e sem qualquer margem para dúvida, Miguel Rocha é o Campeão Nacional de Bodysurf 2016.

Depois de um ano que começou de uma forma muito difícil para o Miguel, tendo-lhe sido diagnosticado esclerose múltipla, o recém- consagrado Campeão Nacional, mostrou de que fibra são feitos os campeões e ao longo do ano foi construindo o caminho que o levou ao título. 

Os seus resultados falam por si: um quarto lugar na primeira etapa em Cascais, um primeiro lugar na Costa de Caparica, um segundo lugar em Santa Cruz, e um primeiro lugar na sua praia, na Vagueira.

Sem dúvida, o Campeonato Nacional de Bodysurf de 2016 foi cheio de emoção e espera-se que a etapa do próximo sábado, no dia 10 de setembro, em Peniche, feche com chave de ouro um dos campeonatos mais emocionantes do ano, que teve como se quer e se espera uma grande variedade de ondas e condições.

Nesta etapa está ainda para disputar o segundo lugar onde os favoritos são: António Stott (se fizer 2º lugar ou melhor, é vice-campeão); Nuno Mesquita (se fizer 1º, com o António Stott em 3º ou inferior, é vice-campeão e se fizer 2º, com o António Stott em 4º ou inferior é vice- campeão, desde que Pedro Collaço não seja 1º) e Pedro Collaço (se fizer 1º e o António Stott não fizer melhor que 3º é vice-campeão e se fizer 2º e o António Stott não fizer melhor que 5º e Nuno Mesquita não for 1º, é vice-campeão).

Como tem sido habitual, as inscrições para o Peniche Pro estão já esgotadas. Já de seguida confere a entrevista com o campeão e não deixes de apoiar a armada do Bodysurf, na Praia dos Supertubos, em Peniche, no próximo sábado. 

Comentários