A partir de 2020 vai ser proibido vender bebidas em copos de plástico descartáveis em Lisboa. A câmara municipal, que anunciou a medida esta quinta-feira, quer aproveitar a realização da Capital Verde Europeia do próximo ano para incentivar os restaurantes e bares a ter comportamentos mais ambientalmente responsáveis e que não signifiquem uma dor de cabeça para a higiene urbana.

Esta proibição, que não abrange só os copos e aplica-se ao consumo na rua (onde tradicionalmente se usam os recipientes de plástico), faz parte de um conjunto mais alargado de medidas que a autarquia quer incluir na nova versão do Regulamento de Gestão de Resíduos, Limpeza e Higiene Urbana. A versão mais recente desse documento data de 2004 e as alterações vão ser discutidas na próxima semana.

A proibição não visa alterar hábitos e nem pretende interditar o consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos, mas a verdade é que existem alternativas e outras soluções (por exemplo, copos reutilizáveis). 

Os empresários têm agora praticamente um ano para se adaptarem às novas regras, que entram em vigor no primeiro dia de 2020. O não cumprimento desta norma ficará sujeita a coimas entre os 150 e os 1500 euros (pessoa singular) ou entre os 1000 e 15 mil euros (pessoas coletivas).

Comentários