A corrida pelos títulos nacionais de bodyboard continua na Costa de Caparica, nos próximos dias 13 e 14 de abril, na Praia do Paraíso, com os melhores atletas nacionais da modalidade a disputarem a vitória nas divisões open, feminino e dropknee.

Na divisão open, a competição está acesa depois da sensacional vitória de Ricardo Rosmaninho na etapa inaugural, em Peniche. No entanto, existe a expectativa de ver se o bodyboarder da Póvoa de Varzim poderá sustentar o brilharete com um novo resultado que lhe permita aspirar pelo título, quando joga em casa do campeão Hugo Pinheiro – que falhou a primeira etapa.

Ricardo Rosmaninho está moderadamente otimista. “Quando cheguei a Peniche não estava à espera de ganhar porque a primeira etapa nunca é a minha melhor. Mas isto mudou a minha abordagem”, confessa o atleta de 22 anos do Clube Naval Povoense.

No lado feminino, Joana Schenker espera manter o registo inatacável de cinco vitórias consecutivas. De facto, desde que o Nacional regressou às praias da Margem Sul que a ex-campeã mundial nunca perdeu ali. E este ano aposta em manter a série perfeita.

“Gosto muito da etapa da Costa de Caparica, sempre fui muito bem tratada, sinto-me praticamente em casa, e o facto de nunca ter perdido ali não prejudica nada a minha opinião (risos). Penso também que é muito importante ser uma etapa em que os atletas masculinos e femininos têm o mesmo ‘prize money’ o que faz com que esta etapa seja um exemplo para todo o desporto. É algo que gosto de sublinhar e que tem de ser aplaudido”, diz a algarvia.

O encontro está marcado para o próximo fim de semana. Até lá!

Comentários