Dia desafiante e de emoções fortes na Vagueira termina com a vitória do atleta local Miguel Rocha, que assim se sagrou Bicampeão Nacional de Bodysurf, perante uma plateia de “vagueirudos” que vibrou todo o dia com o espetáculo de Bodysurf proporcionado, tornando este evento memorável.

As condições de mar exigentes marcaram a última etapa do Campeonato Nacional de Bodysurf ALMA 2017, obrigando os atletas a lutar ao longo de todo o dia contra a corrente forte que se fez sentir na praia do Labrego. Com o título ainda por decidir entre Miguel Rocha e Rodrigo Carrajola, ambos os atletas demonstraram mais uma vez a sua consistência ao longo de todo o dia de competição, lutando até ao último momento numa final em que já todos os atletas acusavam o cansaço. 

Miguel Rocha, a surfar “em casa”, acabou por não dar hipóteses aos seus adversários, deixando Carrajola em 2.º lugar no Vagueira Pro, confirmando o título de Vice-Campeão Nacional. O pódio ficou completo com Henrique Madeira, em 3.º lugar, e Filipe Correia, em 4.º lugar.

“Foi um ano muito difícil, o nível está muito alto e a disputa com o Rodrigo Carrajola foi mesmo até à última. Se o Carrajola tivesse ganho aqui era muito merecido, porque teve um ano fantástico também. Dedico este troféu aos vagueirudos, são os maiores!”, disse o campeão nacional.

Noticia_VagueiraBSurf2

Campeonato Nacional de Bodysurf ALMA volta em 2018!

Foi em ambiente de festa que terminou a terceira edição do Campeonato Nacional de Bodysurf, comprovando-se o crescimento e potencial da modalidade em Portugal, com inscrições esgotadas nas cinco etapas do calendário e um nível competitivo cada vez mais elevado. 

“Foi um ano muito interessante, com diferentes campeões logo nas primeiras etapas, com um crescente interesse dos atletas e etapas com condições muito diversas, que fechou com chave d’ouro com a vitória do melhor bodysurfer português da atualidade. Este terceiro ano trouxe uma nova dinâmica ao Bodysurf que se tornou mais competitivo mas manteve apesar disso o seu espírito e o seu mote de vive, ama e surfa com alma”, resume o organizador António Pedro, da Associação Surf Social Wave.

Comentários