Press Release – O penúltimo dia de competições da primeira etapa do Circuito Mundial de Bodyboard da APB, realizado nessa segunda-feira, mostrou a verdadeira cara de Itacoatiara. Com ondas pesadas de 6-10 pés (2m a 3m), e muita correnteza, os atletas precisaram se superar para encarar as “bombas” que quebravam na praia. E com isso o show foi garantido. Foram realizadas as baterias dos Rounds 4, 5 e 6, restando apenas duas desta última fase para serem completas na terça-feira, e o que se viu foi o que é o bodyboard de verdade.
 
Seis dos oito embates das oitavas de final já foram definidos e o que abrirá a fase será entre dois destaques dessa segunda-feira. O local Kalani Lattanzi, que já tinha avisado que quanto maior estivesse o mar melhor seria para ele, provou que estava certo. No Round 4, o big rider achou uma bomba para direita garantindo sua primeira nota 10 no evento. Após vencer sua bateria e pular direto para o Round 6, o carioca passou mais uma e agora medirá forças com Lucas Nogueira por uma vaga nas quartas de final. “Eu estava no pico perto do Uri, mas como eu tinha a prioridade acabei indo na onda. Consegui fazer um tubo bem profundo. Esse foi meu primeiro dez como atleta de bodyboard”, disse Kalani.
 
Lucas, por sua vez, proporcionou ao público uma das melhores atuações do dia, durante o Round 6. Com notas 9,00 e 9,25, o capixaba avançou para as oitavas com o segundo melhor somatório do dia, 18,25. Ele que foi campeão das triagens deste evento, quando o circuito ainda tinha formato de Grand Slam e Qualificatório, falou sobre sua atuação. “Eu estava bem desgastado já no Round 6, pois vim da repescagem. Graças a Deus subiram duas ondas incríveis. Foi uma bateria especial, não vou esquecer dela nunca. A expectativa é a melhor possível. Agora que consegui sobreviver a esse dia e focar nas baterias homem a homem”, disse Lucas.
 
Melhor do que Lucas Nogueira neste penúltimo dia somente o carioca Sergio Luis. Nas pesadas ondas de Itacoatiara o carioca não somou nota dez, mas com 9,75 e 8,75 somou 18,50 pontos, quebrando o recorde de somatório da competição. Bem à vontade nas ondas de Itacoatiara, Sergio avançou do Round 4 para o Round 6 e depois para as oitavas onde enfrenta o chileno Matias Dias. É importante lembrar que Sergio Luis já foi terceiro colocado em Itacoatiara, na última edição.
 
Quem também mostrou muita qualidade e boa leitura de ondas foi o capixaba Helliton Loureiro. Na segunda bateria do dia ele e Guilherme Tâmega protagonizaram um dos melhores “pegas” do dia, com vantagem para “Amarelinho”, como é conhecido no meio. Logo de cara, Helliton surfou uma das maiores ondas do campeonato, saindo limpo de um tubo profundo que lhe garantiu o dez na bateria e a vitória para o Round 6. O atleta compete nesta terça-feira, buscando uma vaga nas oitavas, pois está em uma das duas baterias que não foram realizadas nessa segunda. “A bateria foi de alto nível. Cheguei cedo para olhar o mar e sabia que precisava tirar uma boa nota devido aos adversários que eram muito fortes. Quando vi, subiu aquele triângulo com uns dez pés, comecei a remar, acertei a cavada e vi a placa quebrando na frente. Quando sai, foi muita alegria. Começar com um dez me motivou ainda mais para amanhã (terça)”, disse Helliton.
 
Guilherme Tâmega é outro que competirá no Round 6. Nessa segunda o atleta caiu duas vezes na água e mesmo não avançando direto para o Round que antecede as oitavas teve duas atuações muito boas, mantendo a qualidade do primeiro dia em que competiu. Agora, para ser campeão e se aposentar com chave de ouro o carioca precisa vencer quatro baterias. O pensamento dele é um só: “Quero ter o melhor dia de competições da minha vida”, disse. “Hoje o dia foi bem cansativo, foram duas baterias em condições duras e o corpo começa a berrar. Perdi na repescagem e me recuperei para não perder mais”, disse Guilherme.
 
Além de Lucas Nogueira, Kalani Lattanzi, Guilherme Tâmega, Sergio Luis e Helliton Loureiro, o Brasil ainda conta com Uri Valadão e Eder Luciano, ambos no Round 6, e Francirley Ferreira, nas oitavas, em busca do título no evento.
 
“Gringos” fazem frente nessa segunda-feira
Antes do penúltimo dia de competições do Itacoatiara Pro 2015 ter início nessa segunda-feira, o Brasil levava ampla vantagem sobre os adversários. Porém, os “gringos” mostraram que não vieram ao país para brincadeira e não querem deixar que um atleta do país fique com o título, o que seria algo inédito, afinal a competição é dominada por estrangeiros desde sua primeira edição. Nessa segunda-feira, oito atletas de fora garantiram vaga nas oitavas de final e esse número pode chegar a dez após as duas baterias restantes do Round 6.
 
Finalista no Pro-Junior, Tanner McDaniel segue sua jornada em Itacoatiara com boas atuações. Nessa segunda, o prodígio havaiano avançou até as oitavas e nessa terça-feira terá um duelo diante do talentoso sul-africano Iain Campbell, que vem de uma boa atuação na última edição do Itacoatiara Pro, quando chegou até as quartas de final. 
 
Os chilenos Matias Dias e Alan Munoz também seguem firmes na competição. Matias encara Sergio Luis no terceiro embate das oitavas e Alan tem pela frente o atual campeão mundial Amaury Laverhne, campeão do Itacoatiara Pro em 2013. Diego Cabrera, das Ilhas Canárias, encara o pupilo de Guilherme Tâmega, Francirley Ferreira, enquanto Antonio Cardoso, de Portugal, mede forças com o francês campeão mundial, e sempre favorito, Pierre Louis Costes.
 
Inclusive, Pierre finalizou o dia muito animado com o que viu e experimentou no dia de hoje. “Esse foi o melhor dia de competição que nós já tivemos em Itacoatiara. Estava grande, limpo e os atletas surfaram muitas bombas. Estou feliz por fazer parte deste grande evento”, disse.
 
Decisão fica para terça-feira
Nessa terça-feira, acontece, ao que tudo indica, o último check-in do Itacoatiara Pro 2015. A direção de prova fará a chamada às 06h, para início as 06h30. Lembrando que além das baterias de oitavas, quartas, semi e final, haverá também a decisão da categoria Pro Junior. Tudo indica que será um dia bem movimentado em Itacoatiara e com previsão de boas ondas mais uma vez.
  
1/8 de final
H49 – Lucas Nogueira (BRA) x Kalani Lattanzi (BRA)
H50 – Tanner McDaniel (HAV) x Iain Campbell (AFS)
H51 – Sergio Luis (BRA) x Matias Dias (CHI)
H52 – Amaury Laverhne (REU) x Alan Munoz (CHI)
H53 – Francirley Ferreira (BRA) x Diego Cabrera
H54 – Antonio Cardoso (POR) x Pierre Costes (FRA)
H55 – 1º da H47 x 2º da H48
H56 – 1º da H48 x 2º da H47
 
Para ver o direto basta seguir o link: www.itacoatiarapro.com.br
Mais abaixo o vídeo com os highlights de domingo.

Comentários