Hoje, a praia de São Jacinto tem de regresso a competição internacional de Bodyboard ao seu mar, em concreto o Aveiro EuroBodyBoard Pro, segunda etapa do European Tour of Bodyboard (ETB) 2017.

Mais de três dezenas de atletas, oriundos de quatro países (Portugal, França, Espanha e Marrocos), disputarão, a partir de amanhã, a vitória na competição. Dos atletas inscritos, 16 competirão no Pro Júnior e 26 no Open, com o check-in agendado para as 10h00.

Um dos candidatos à vitória nesta segunda etapa do European Tour of Bodyboard masculino, é o espanhol Alex Uranga, que na passada semana venceu em Santa Cruz, na abertura do Europeu. As expetativas do campeão da Europa em título são de repetir o triunfo da etapa inaugural, mas quer pensar nisso heat a heat.

“Surfar bem, conseguir a final para poder ganhar e desfrutar. Só espero que as ondas estejam melhores”, sustentou, referindo-se à falta das ondas na manhã de ontem.

Alex Uranga está em estreia absoluta em S. Jacinto, mas o treino que fez ontem já lhe deu para ficar com algumas ideias do que poderá encontrar amanhã na competição. “É uma praia onde é difícil adivinhar as ondas, porque é muito ampla e as condições variam muito”, disse, lembrando que “é preciso estar sempre atento para conseguir encontrar as ondas”.

Natural de Zumaia, no País Basco, Uranga aposta na renovação do título europeu, depois dos segundos lugares em 2014 e 2015.

No entanto, a concorrência é forte, como atesta Tiago Matos, diretor técnico europeu, apontando as presenças do francês campeão do Mundo Pierre-Louis Costes, dos marroquinos Brahim Iddouch e Anas Haddar e ainda dos “portugueses, que estão muito fortes”.

Nesse lote incluem-se, entre outros, Dino Carmo, que fez um terceiro lugar na recente etapa brasileira do Circuito Mundial, Miguel Coelho ou Ricardo Rosmaninho, respetivamente, terceiro e segundo em Santa Cruz, uma prova “com excelente nível que contou com os melhores da Europa”, tal como agora o Aveiro EuroBodyBoard Pro.

Para Tiago Matos, “é bom estar de volta a São Jacinto depois de tantos anos”, com uma competição que tem 1000 pontos em disputa e um prize money de €4000.

O ETB arrancou em Santa Cruz, passa agora por Aveiro, seguindo-se as provas do País Basco (Espanha) e de Marrocos, estando ainda a etapa francesa por confirmar.

Este é o quarto evento internacional que o mar de S. Jacinto acolhe, depois de duas etapas do ETB (1999 e 2000) e do Mundial Bodyboard (1996), sempre com grandes condições de mar.

Comentários