Durante o fim de semana, na praia de Bunbury, em Perth, Austrália, um bodyboarder foi atacado por um tubarão, projetando-o para o ar.

De acordo com a vítima, Paul Goff, “Eu vi as guelras brancas e cinzentas e cheguei à conclusão que não se tratava de um golfinho”. Logo depois o animal atacou-o por baixo, batendo violentamente na sua prancha e atirando-o para o ar. 

“Atingiu-me de forma bem forte, mas não me apagou. Depois avançou para a minha prancha. Eu gritei ‘tubarão, tubarão’, tirei o leash de forma a separar-me da minha prancha e nadei em direção à praia,” revelou. 

Paul Goff, de 48 anos, não ganhou seguramente para o susto e refere que este foi o momento mais assustador da sua vida. A zona não tinha mais de 2 metros de profundidade e a praia estava a 50 metros de distância. Os peritos dizem tratar-se de um tubarão-branco de 4 metros. 

De acordo com testemunhas, segundos após o “encontro”, três golfinhos entraram em ação e poderão ter salvo a vida do bodyboarder australiano ao assustar o predador e afastando-o do local. Ainda assim, o estado em que a prancha de bodyboard ficou (no topo) revela bem que foi por pouco. 

Comentários