As mais brilhantes promessas do Bodyboard nacional acorrem dias 11 e 12 de maio à Nazaré para a primeira etapa do Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças Competição (escalões Sub-16 e Sub-18 masculino e Sub-18 feminino).

Quem se deslocar à Nazaré para assistir ao espetáculo de bodyboard protagonizado por estes jovens não sairá desiludido, pois estarão na água atletas com provas dadas nos melhores palcos nacionais e internacionais.

Nomes como os do campeão nacional sub-18 em título e vice-campeão europeu sub-16, David Vedor, do campeão do circuito europeu júnior Rodrigo Lopes, da campeã europeia júnior Filipa Broeiro ou da vice-campeã nacional Mariana Rosa, entre outros, como o talentoso local e figura de cartaz Tomás Meca, são garantia de grandes performances nas mundialmente famosas ondas nazarenas.

David Vedor, bodyboarder de Carcavelos que se sagrou campeão sub-18 em 2018, não mede as palavras no que toca à época que arranca na Nazaré: “Para esta etapa, as expetativas são as melhores, ganhar a etapa e… o circuito, claro. Sei que não será fácil pois a nossa geração tem evoluído imenso. Dentro deste lote, quero destacar o Joel Rodrigues que, apesar de ter apenas 14 anos, já anda a fazer mossa no open e é um bom exemplo do que temos neste esperanças.”

Rodrigo Lopes, vencedor da etapa nazarena o ano passado espera que tudo se repita, as condições e… o resultado: “Estou motivado para repetir a vitória do ano passado. Já vi as previsões para sexta e espero que se mantenham para o fim de semana. Acima de tudo, gostaria de surfar umas ondas boas na Praia do Norte e se estivesse igual ao ano passado, com condições clássicas, seria o ideal!”

Tomás Meca (na foto), o local de 16 anos, manifesta grande otimismo para este fim de semana de bodyboard: “Estamos com bons fundos de areia na Praia da Vila e na Praia do Norte pelo que devemos ter boas ondas. Estou a recuperar de uma lesão nos discos lombares mas tenho treinado muito e espero aproveitar o fator casa e o conhecimento da praia para arrancar um bom resultado.”

A organização é do CDAN – Clube de Desportos Alternativos da Nazaré sob a chancela da Federação Portuguesa de Surf e com o apoio da Câmara Municipal da Nazaré.

Comentários