Nova edição da Miss Activo Cup, nova vitória de Joana Schenker, que na Costa Nova leva quatro triunfos consecutivos a contar para o Campeonato Europeu de Bodyboard feminino, a que junta três no Nacional.

A tricampeã europeia em título entrou assim da melhor forma na competição, colocando-se, logo na abertura, na liderança do ranking. De lembrar que a atleta de Sagres sempre que venceu a Miss Activo Cup sagrou-se campeã europeia, pelo que a estrelinha da Costa Nova tem-na acompanhado.

De facto, o domínio de Joana Schenker foi mais do que evidente e no balanço final da prova ilhavense, os registos provam-no.

Assim, às três melhores ondas da competição (9.00, 8.67 e 8.00 pontos), Joana Schenker juntou os três melhores scores (15.50, 14.00 e 13.75 pontos), sendo que em ambas as classificações foi logo precedida de Teresa Almeida, que terminou a prova em segundo lugar.

Aliás, a final, apesar das condições difíceis, com a nortada a começar a fazer-se sentir intensamente, foi bastante disputada e até renhida, com Miss Schenker a colocar-se na frente logo à primeira onda, mas com a bodyboarder da Nazaré a responder forte e de pronto. No entanto, as pontuações não chegaram para beliscar a liderança e a vitória da algarvia.

No final, Miss Schenker somou 15.50 pontos (8.67 e 6.83), o melhor score do campeonato, enquanto Teresa Almeida (em baixo), apesar da ótima réplica, averbou apenas 13.10 pontos (6.60 e 6.50).

Noticia_FimActive2

Destaque para a presença nas meias-finais das manas Padrela, Teresa e Madalena, registando assim um precioso terceiro lugar, quando ambas ambicionam terminar o Europeu no Top 4. Coisa de família!

De referir ainda que Madalena Padrela, a mais nova bodyboarder em prova, foi eleita pela organização da prova (ASA – Associação de Surf de Aveiro) Miss Simpatia 2017 em bodyboard.

De resto, a competição para o Europeu ficou marcada pela forte presença de vento norte, que hoje, mais do que ontem, acabou por prejudicar a prestação das atletas e, infelizmente, também, de público. Com o avançar do dia a nortada intensificou-se e mais parecia estar a chover areia, tal o rebuliço na praia.

Mesmo assim, o balanço é positivo a avaliar pelo feedback das atletas, que uma vez mais elogiaram o evento. A campeã, que levantou o troféu europeu pela quarta vez, disse: 

“Estou muito feliz pois era o meu objetivo. É uma vitória boa no Europeu porque é importante vencer a primeira prova. Este é a quarta vitória na Costa Nova para o Europeu e na verdade, quando venho para cá, já venho com pressão. Houve um bom nível de surf e luta até ao final. O mar na final estava difícil, com vento e corrente fortes, mas havia ondas com potencial e tanto eu como a Teresa conseguimos apanhá-las. Venho sempre para fazer o melhor e ganhar, mas é preciso ganhar no mar. Gosto muito deste campeonato”.

Até para o ano, no sítio do costume, a Costa Nova, em Ílhavo.

Noticia_FimActive3


Comentários