O Circuito Nacional de Bodyboard Crédito Agrícola 2020 está de volta a Peniche, no fim de semana, um regresso com interesse acrescido já que, após duas etapas de sucesso competitivo, Daniel Fonseca e Joana Schenker chegam à conhecida península do Oeste com hipóteses de assegurar a revalidação dos respetivos títulos nacionais. 

Joana dominou o circuito feminino até ao momento, vencendo em Santa Cruz e Nazaré, as duas primeiras etapas, enquanto Daniel triunfou em Santa Cruz e foi segundo classificado na Nazaré, atrás de Pierre-Louis Costes que, por questões de nacionalidade, não é elegível para o título nacional.

Assim, em caso de vitória nesta terceira etapa, Daniel e Joana revalidam os títulos, com uma etapa ainda por realizar, dias 24 e 25 deste mês, na Póvoa de Varzim.

Para Daniel Fonseca, que é local de Peniche, as contas são fáceis de fazer. “O objetivo é ganhar em Peniche e ser campeão em casa. É isso que estou a visualizar à partida para esta etapa”, afiança.

Por sua vez, Joana Schenker é mais cautelosa, afirmando que “Vou tentar tudo por tudo para ser campeã em Peniche, mas não quero colocar demasiada pressão.”

Acerca do seu domínio no circuito, a hexacampeã nacional relativiza. “Não tive heats fáceis até agora, apenas tive a felicidade de correrem bem para o meu lado e isto ainda não acabou. Vamos para Peniche, o que é mais ou menos indiferente em termos do título, pois quero ganhar onde quer que seja, mas é sempre um spot em que esperamos apanhar ondas de excelência”, diz.

Os dois campeões nacionais também elogiam o circuito deste ano, organizado sob os fortes condicionalismos de uma pandemia. “Ser campeão num circuito que tem tido este destaque seria ainda melhor. O circuito tem sido acompanhado por toda a gente e tem tido um impacto excelente e ganhar assim seria ganhar no maior palco de bodyboard do momento”, diz Daniel Fonseca.

Já Joana Schenker confessa-se surpreendida com a dimensão que o circuito atingiu em circunstâncias tão improváveis para o sucesso. “Estou agradavelmente surpreendia, pois mesmo sabendo que a organização estava pronta para avançar assim que terminasse o confinamento, não esperava que o Nacional se tornasse tão importante para mim e para todos. Normalmente, estou mais focada no Mundial, mas o Nacional tornou-se o meu objetivo principal deste ano e, seguramente, para o ano estarei em melhores condições para o Mundial uma vez que mantive o foco competitivo.”

Os dados estão lançados, para acompanhar a par e passo este fim de semana, dias 17 e 18 de outubro. xxx 

Comentários