Depois do êxito das três edições anteriores, o Surf Clube de Viana (SCV) organizou, neste passado fim de semana, mais uma etapa inaugural do Circuito de Bodyboard do Norte, na praia do Cabedelo, em Viana do Castelo. 

Com 93 participantes em sete categorias, esta prova voltou a destacar-se pelo seu elevado nível técnico e pelo seu importante papel na formação base dos atletas de bodyboard, que se tem vindo a traduzir num crescente número de praticantes da modalidade e em títulos conquistados pelos atletas nacionais.

Com ondas a rondar 1 metro e muito sol, as finais foram disputadas até ao último minuto nas categorias em competição: Sub-12, Sub-14, Sub-16, Sub-18, Feminino, Open e Master. Tendo, para muitos dos atletas, esta prova assinalado o arranque da temporada.

David Zamith, atleta do SCV, esteve em grande destaque ao conquistar o segundo lugar em Sub-16, atrás de Miguel Silva (CNP) e seguido por José Silva (CFV) e por Gonçalo Pereira (AON). 

Para a direção do clube da casa, David Zamith representa o resultado de uma grande vontade e de uma forte atitude pessoal. “É um atleta muito focado e um modelo inspirador para os escalões de formação”.

Para José Silva (CNP), o grande vencedor em Sub-18, “este Circuito está a ser muito competitivo. Tem vindo a registar uma crescente adesão, o que dá força ao nosso desporto”. Nesta categoria, seguiram-se, respetivamente, Marco Vieira (AON) em 2º, José Estima (CNP) em 3º e José Ribeiro (EST) em 4º.

Em Sub-14, o primeiro lugar foi conquistado por Joel Rodrigues (CNP), seguido por André Torrão (CFV), Tomás Silva (AON) e por Miguel Matos (CNP).

Na categoria Sub-12, Diogo Cruz (CFV) ocupou o primeiro lugar no pódio, à frente de Gaspar Costa (AON), Eduardo Macedo (ACDM/ORN) e de João Ventura (AON).

Raquel Oliveira (CNP) venceu a etapa Feminina, seguida pelas colegas de equipa Filipa Castro, Miriam Caires e Carolina Brito.

Ricardo Rosmaninho (CNP) foi o vencedor da Openm, tendo deixado o seu colega de equipa Isaac Moreira, Diogo Patrão (EST) e Rui Mendes (AON) nos lugares seguintes.

Em Master, destacaram-se Rui Rebelo (EST), Raul Pacheco (AON), Tiago Cardoso (AON) e Luís Afonso (EST), que ocuparam o pódio por esta ordem. 

Rui Rebelo entende que “o futuro do bodyboard está assegurado. Estar aqui, quatro anos depois do início do Circuito, com esta representatividade é incrível. Estamos no bom caminho”.

Para João Zamith presidente da direção do SCV, “este Circuito, deveria, tal como na edição anterior, poder contar com o apoio da Federação Portuguesa de Surf (FPS), pois regista um elevado nível técnico, grande qualidade, uma boa organização e porque o bodyboard no Norte é forte, fornecendo grande parte dos títulos da FPS em provas internacionais”. Considera, por isso, que “a validação dos títulos pela Federação seria importante ao permitir uma afirmação ainda maior da modalidade em resultado de um projeto conjunto”.

“É de louvar o trabalho que o SCV está a desenvolver com a iniciação dos jovens nos desportos de mar. O clube introduz quase 2 mil jovens, por ano, nos desportos de ondas e está a revolucionar mentalidades. Viana é uma cidade do Atlântico e é no Atlântico que tem de afirmar-se”, referiu o Eng.º Vítor Lemos, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Viana do Castelo”. Acrescentado que “esse reconhecimento acontece também nas mais altas instâncias do desporto mundial”. A título de exemplo comunicou que, “este ano, o Comité do Mundial de Bodyboard decidiu que a Pro Junior Division será uma única prova e a ter lugar em Viana do Castelo, durante o Viana World Bodyboard Championship.

Nesse âmbito, o clube vianense pretende atribuir ao vencedor Sub-18 do CBN um “wildcard” de entrada direta na Pro Junior Division do Viana World BB Championship 2018.

Nas últimas duas semanas, foram cerca de duas centenas de atletas que passaram por Viana do Castelo. A atividade intensa do SCV tem vindo a cimentar a posição de Viana no mapa regional, nacional e internacional dos desportos de ondas, fomentando o seu crescimento sustentável.


Fotografia: Tó Mané/SCV

Comentários