Os surfistas da zona de Aveiro que hoje de manhã se deslocaram à Praia da Barra para observar as condições do mar e praticar o seu desporto deram de caras com novas placas de sinalização na praia que proíbem, imagine-se, a prática de Surf em zonas concessionadas.

A medida, segundo consta, partiu do Capitão do Porto de Aveiro e Comandante Local da Polícia Marítima de Aveiro, Luciano Santos Oliveira, e respeita o Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) cuja jurisdição vai de Ovar à Marinha Grande.

Assim, a partir de hoje, na frente de mar da praia da Barra, é impossível praticar Surf uma vez que as concessões e as áreas concessionadas (abrangidas pelo POOC) sucedem-se de forma contígua. A proibição estende-se pela Costa Nova e, segundo o que apurámos, atualmente existe apenas uma pequena área na Barra, cujo posto de concessionário ardeu, onde é possível praticar surf uma vez que este não se encontra em funcionamento.

As placas da discórdia foram afixadas hoje durante a manhã, com a Polícia Marítima e os Nadadores Salvadores a impedirem mesmo vários praticantes de Surf de entrar na água. Também foi confirmado que foram várias as aulas de surf canceladas em virtude da proibição, o que já está a resultar em prejuízo efetivo para estas.

A medida é controversa e promete não ficar por aqui, ainda mais sabendo que vai totalmente contra a política de desenvolvimento do Governo onde a aposta no Turismo, e em especial no Surf, é clara e tem vindo a ganhar cada vez mais força.

E agora perguntamos nós: Como fica o Bodyboard no meio desta questão? Está ou não proibida a sua prática?

Comentários