A Surfrider Foundation Europe – Lisboa fez hoje um alerta para o elevado risco de derrame de combustível que pode ser originado pelo navio “Betanzos”, com 118 metros de comprimento, encalhado desde a passada 3ª feira na barra do rio Tejo a norte do Bugio (vulgo Mar da Calha).

Com vários dias para resolver a situação de desencalhar o barco e/ou retirar o combustível, e após o insucesso de diversas tentativas para retirar o navio, não foi traçado um plano de contingência que deveria ter tido em conta a retirada imediata do combustível quando, nos dias de terça, quarta e quinta-feira, as condições de mar o permitiam.

A aproximação de uma ondulação muito grande (Surf Report aqui), já prevista desde do início da semana, aliada ao facto de o referido navio ter estado a ser fustigado pela ondulação nos últimos dias, pode significar que as 130 toneladas de combustível marítimo e as 20 toneladas de resíduos oleoso que transporta, venham a ser derramados na barra do Tejo provocando uma catástrofe ambiental para as praias da região da grande Lisboa.

Os tripulantes do navio, entretanto, foram retirados ontem à tarde da embarcação por um helicóptero da Força Aérea. O armador do Betanzos aguarda agora a chegada de um rebocador de grandes dimensões e um cabo com maior capacidade de tração.

A intenção, segundo referido ontem, era a de fazer uma nova tentativa esta sexta-feira, mas com o agravamento acentuado do estado do mar dificilmente se conseguirá cumprir esse propósito.

Vamos esperar pelo melhor e aguardar por mais desenvolvimentos.

Comentários