O WA School Surfing Titles, que envolve mais de cem surfistas de 28 escolas, há muito que era esperado pelos jovens atletas, mas acabou por ser adiado no último fim de semana.

O motivo para o adiamento prende-se com o facto das águas da zona estarem infestadas de tubarões. Só nos últimos dois meses, a praia onde iria decorrer a prova, Trigg Beach, na zona de Perth, registou nada mais nada menos do que 61 avistamentos de tubarões. 

Os dados foram reportados pelo Sharksmart, um braço do Departamento de Segurança do Governo da Austrália Ocidental, e dizem respeito ao período entre 6 de junho a 25 de agosto. 

O último avistamento teve lugar precisamente às primeiras horas da manhã do dia em que o campeonato deveria começar, tendo, inclusive, um fotógrafo local feito várias fotos com surfistas a remarem bem ao lado de barbatanas de tubarões (ver foto em cima). 

As fotos de Rick Knoppert acabaram por dar o alerta às autoridades. Os avistamentos são algo regular na Austrália, mas o elevado registo dos últimos meses foge ao números normais, é algo sem precedente e considerado de muito risco. 

“Sermos cautelosos é a única opção neste caso,” disse Mark Lane, chefe executivo da associação de surf da Austrália Ocidental, visando evitar, a todo o custo, uma situação idêntica à que envolveu Mick Fanning e Julian Wilson na final do J-Bay Open em 2015. 

Para já, confirmado é o adiamento da prova por algumas semanas, esperando assim que os tubarões se afastem da região. 

Comentários