Da Caparica é sinónimo de alta performance! Com picos de ondas na água e grandes espectáculos em palco! Com uma guitarra nos braços ou de prancha nas mãos, em cima de um palco ou de uma onda, o Caparica Primavera Surf Fest celebra-se em diversidade e liberdade.

Rock, como surf e bodyboard, também se faz de adrenalina: o poder de um riff, de uma malha bem esgalhada, de um hino eterno, pode surtir um efeito profundo. O mesmo quando a partir de uma praia se observam as incríveis obras de arte todo o ano que é possível assinar em cima de uma prancha. Tudo isso volta a acontecer em 2017 no Caparica Primavera Surf Fest, em 10 dias recheados de grandes emoções. 

Além das provas de bodyboard que o Caparica Primavera Surf Fest leva a cabo este ano, como a 1.ª etapa do Nacional de Bodyboard e a Demonstração de Tow-out, o festival reserva ainda muita música. Há um dia no cartaz, por exemplo, que é inteiramente dedicado ao rock. 

A 8 de abril subirão ao palco os veteranos punk Tara Perdida que continuam a carregar bem alto a chama do espírito indomável de João Ribas, alinhando hinos que várias gerações conhecem de cor e uma aura de resistência que é só deles. Em 2016 lançaram o álbum Metamorfose, em formato acústico, com Tiago Afonso a assumir o microfone e a carregar a banda para o futuro. O entusiasmo não podia ser maior para este concerto!

Gonçalo Bilé, Ivo Palitos e Ricardo Pires são o autêntico power trio dos Trevo que têm um ouvido apurado para a melodia e uma capacidade de encherem as canções com aquelas palavras que elevam espíritos. Para o festival têm algumas surpresas preparadas e vão adiantando: 

“No Caparica Primavera Surf Fest estamos em casa! Temos todos os elementos que precisamos para tocar a nossa música: Sol, Surf, Skate e boa energia! Vamos tocar a grande maioria dos temas do nosso álbum de estreia e outras músicas que acabaram por não entrar. Sendo que atuamos no mesmo dia que os nossos comparsas da Tara Perdida, pode ser que aconteça alguma surpresa!” 

Depois, da penumbra das ruas para os grandes palcos! O “twist” no meio de todos estes “shouts” é a presença de Allen Halloween, um dos mais originais rappers portugueses. Halloween tem alma de rocker: já samplou Rammstein ou Nick Cave na sua música, já pisou o palco ao lado de Tó Trips e agora prepara um lançamento, Unplugueto, em que promete dar às canções um recorte mais live e rock, com as guitarras em alto destaque. A expectativa está em alta para o concerto no Caparica Primavera Surf Fest.


Consulta o programa do festival aqui

Comentários