Relativamente ao bodyboarder que se encontrava desaparecido na Costa de Caparica desde o dia 6 de janeiro (aqui), que obrigou a buscas durante vários dias, por terra, mar e ar, acionando um helicóptero da Força Aérea e outros meios da Marinha, o Correio da Manhã revela hoje na sua edição em papel que o mesmo regressou a casa são e salvo. 

Carlos Reis, de 37 anos, regressou ontem para junto da família passados 10 dias. “Recebemos essa informação pela hora de almoço [de ontem] através de um telefonema da família”, confirmou o capitão do Porto de Lisboa, Coelho Gil. 

A família não deu mais explicações sobre o que se passou, o que levanta muitas dúvidas e deixa muitas questões por esclarecer. Por esse motivo, as autoridades estão agora a elaborar expediente sobre o caso para remeter ao Ministério Público. 

Durante vários dias foram mobilizados meios para fazer buscas por ar, mar e terra, que custaram uma fortuna ao Estado. Só o uso do helicóptero EH 101 Merlin ultrapassa os três mil euros por hora. 

Cheira-nos que isto não fica por aqui.

Comentários