Texto retirado das páginas da Vert nr. 108 (2012) e adaptado para a presente imagem. 

Há qualquer coisa de fantástico, especial e até misterioso sempre que retiramos prazer de um secret spot. Que o diga o nosso amigo Tiago Fazendeiro, um dos bodyboarders que esteve em clara evidência naquela que facilmente pode ser apontada como a sessão do inverno. A distinção não fica nada mal, pois basta contemplar a imagem (nem que seja fugazmente) para perceber porquê. 

Os desempenhos e a assídua procura deste atleta, nos últimos meses, não passaram despercebidos aos olhares da redação, nem aos nossos repórteres. De lés a lés, “Fazendas” foi incansável, estando presente em incontáveis sessões. E agora, com a temporada a dar o último sopro, já com poucas ondas a erguerem-se no horizonte, parece-nos que é um ótimo prémio constar na abertura da primeira edição do ano. 

Tal como os secret spots, também há qualquer coisa de enigmático sempre que trabalhamos na composição de mais uma edição. Dropar um slab ou voar sobre uma junção é fantástico – isso nem se coloca em causa. Porém, ter a oportunidade de reconhecer o mérito e o valor dos atletas que fazem a evolução diária do desporto, também não fica atrás. Obrigado pela vossa atitude!


Fotografia: Ricardo Faustino

Comentários