30/11/2016 – Fomos novamente ao baú resgatar uma fantástica imagem de um “air drop” de Tiago Fazendeiro naquela que se pode considerar uma das primeiras sessões registadas em fotografia neste spot tão especial da costa oeste. O artigo, que saiu publicado na Vert nr. 104 (primavera 2011), apresentava a seguinte nota introdutória:

“A época é de sonhos e os nossos foram realizados. As previsões apontavam para condições épicas, como raramente recebemos no nosso litoral. A lestada e o swell de oeste prometiam unir-se, compondo uma espécie de sinfonia quase perfeita. Era impossível conter o burburinho que se gerava aqui e além. A tradição foi quebrada: os bodyboarders saíram de casa em plena época de Natal e partiram em busca delas. Naquele lugar, o mar estava escuro e feio, em contraste com o céu azul, em tudo semelhante a um qualquer dia de verão. O frio passava pelos rostos como pequenas agulhas, mas não foi suficiente para tirar a pica aos mais insanos. De entre todos os que vaguearam as nossas ondas, contamos a estória de um pequeno grupo de bravos, que rumaram a oeste e desfrutaram de condições… ummm… extremas.”


Fotografia: Pedro Carvalho

Comentários