Na noite de 26 de dezembro as previsões apontavam para um swell que parecia ser demasiado grande para surfar os melhores picos do Grande Porto. Nisto, surge um telefonema de um amigo para irmos procurar ondas para a Ericeira. Felizmente, tivemos que abortar o plano e ficar pelo Porto.

No dia seguinte acordei e fui direto para o Trol namorar o slab. Estava com pouca água, mas por já rolarem umas bombas mereceu um telefonema para o Tiago Fazendeiro. Porém, não fiquei convencido, continuei a procurar e parecia ter razão, o swell era demasiado grande para a maior parte dos picos. 

As opções esgotavam-se, mas a esperança mantinha-se e foi quando o Fazendeiro me ligou a dizer que gostava do que via no Trol e que estava a ponderar entrar que começei a sentir um formigueiro na barriga. Regressei novamente ao Trol e quando cheguei estava o André Bernardo e o Marco Vieira na água. O Fazendeiro preparava-se para entrar. 

Não pensei duas vezes, preparei o material e entrei! As condições estavam perfeitas e eu, apesar de ter o coração acelerado, só pensava em registar a sessão memorável que estava a acontecer diante dos meus olhos. No fim a sensação foi de dever cumprido. 


Texto & fotografia: Gonçalo Mariani | Instagram

Comentários