Um dia depois do encerramento das Olimpíadas do Rio de Janeiro, resolvi escrever umas quantas linhas em torno do assunto. A comitiva lusa para o Rio 2016 apenas logrou alcançar uma medalha, de bronze, através da judoca Telma Monteiro. 

O que muitos têm criticado, eu até considero positivo no seu todo. É óbvio que, como português, queria muito mais, mas ter os pés bem assentes na terra é essencial. 

Deixem-me que vos diga o seguinte: dos 91 atletas que representaram a Nação, 29 acabaram por ser distinguidos com um Diploma Olímpico, ou seja, terminaram entre os oito primeiros na disciplina em que competiram. Outros 38 terminaram dentro do top 10 e 50 foram semifinalistas em várias competições. Portugal terminou a sua participação em 75.º lugar na geral, entre 207 delegações internacionais presentes. 

Daqui a quatro anos temos Tóquio 2020, os Jogos Olímpicos que vão ter lugar no Japão, e, muito sinceramente, não faço ideia se já tinham conhecimento, mas o Surf, a par do Skate e de outras três modalidades (Beisebol/Softball, Karate e Escalada), irão figurar no elenco cem anos depois do primeiro pedido ter sido feito por Duke Kahanamoku, o havaiano a quem muitos consideram de o pai do surf moderno. 

A façanha foi confirmada pelo Comité Olímpico Internacional, no passado dia 3 de agosto, durante a 129.ª reunião do COI, no Rio de Janeiro. Um dia que ficará certamente para a história, fruto de um longo processo e trabalho por parte da International Surfing Association e do seu incansável presidente, Fernando Aguerre. 

A decisão é exclusiva aos Jogos Olímpicos de 2020, não havendo para já qualquer certeza que o Surf se manterá para as edições seguintes. Infelizmente, o Bodyboard não consta no pacote, mas, convenhamos, em muitas regiões do globo o desporto não passa de um mero “hobby”. É melhor não irmos por aí…   

Portanto, antes que a discussão se instale, eu vou fazer como tenho feito até aqui: apoiar a Missão Portuguesa a 100%, independentemente se trazemos ou não medalhas. E aos nossos futuros representantes, Surf incluído, eu acrescento: obrigado pela vossa paixão, patriotismo e espírito de sacrifício. Eu sei que não é fácil. 

Estamos juntos e até 2020!

Comentários